Como foi o parto (cesariana) do meu primeiro filho, Samuel e algumas considerações sobre a cesariana

Eu no bloco cirúrgico - nascimento do Samuel em outubro de 2011

Eu no bloco cirúrgico – nascimento do Samuel em outubro de 2011

Antes de começar a contar como foi o parto normal do Isaque, vou contar rapidamente como foi o parto do meu primeiro filho, Samuel, hoje com 3 anos e meio, que nasceu de cesariana. Decidi falar um pouquinho sobre isso porque recebi muitas perguntas e dúvidas de mulheres querendo saber como é essa questão de passar pelo parto normal após já ter feito uma cesárea, quais as reais indicações de uma cesariana, etc…

Assim que engravidei, eu e meu marido começamos a nos preparar para o parto normal, porém no final da gestação, Samuel ainda estava em posição pélvica (assentado) e, mesmo sendo possível ter parto normal com bebê pélvico, nós decidimos não arriscar. No último ultrassom, já com 37 semanas de gravidez, meu liquido amniótico caiu bastante. Resultado: bebê pélvico + líquido aminiótico baixo + médico cesarista = acabei em uma cesariana. Sim, foi uma cesariana necessária, porém hoje, com muito mais informação que tenho, sei que eu poderia ter esperado entrar em trabalho de parto e tudo mais.

Lá fui eu pro bloco cirúrgico. Lembro quando me aplicaram a anestesia… Me deitaram na maca, amarraram meus braços abertos e só depois meu marido entrou. Eu estava nervosa, com medo e chorando (nunca gostei da idéia de ter que passar por cirurgia). Claro que eu estava feliz porque veria meu filho, mas com certeza, não era ali que eu queria que tudo acontecesse! Depois de uns poucos e rápidos minutos, meu príncipe nasceu. Que emoção ouvir seu chorinho!!! Eles me mostraram rapidamente e não pude nem tocá-lo direito, já que minhas mãos estavam presas.

968_1790

Logo levaram ele para longe de mim… Enquanto terminavam de me costurar, eu perguntava o tempo todo por ele. Terminado tudo, fui para a sala de recuperação e fiquei lá, sozinha, por cerca de umas 2 horas!! Gente, quero ver meu filho! Onde ele está? Eu me lembro como se fosse hoje que eu fiquei inconformada nessa sala de recuperação! Eu ficava chamando as enfermeiras e nada podiam fazer… “ordens médicas” diziam elas. Eu pensava: “Como assim? Esperei tanto pelo dia de estar com meu bebê, fomos um durante 9 meses, para assim que nascesse nos separassem?”. Eu realmente estava sendo pega de surpresa… não fazia idéia de como eram as coisas nas maternidades do país! Minha expectativa é que esse meu post informe muitas de vocês, mulheres e futuros pais, que esperam por algo diferente disso tudo que estou relatando. Conheço pessoas que não se importam com esse sistema… ok, mas se você é como eu e não quer que seja assim com você, continue lendo esse e os próximos posts que virão!). Enfim….

Acabadas aquelas horas que mais pareciam uma eternidade, me levaram para o quarto onde estavam meus pais e meu marido… masssss, onde estava o Samuel???  Chamei a enfermeira e pedi que me trouxessem ele. Elas não queriam trazê-lo, porque queriam que eu descansasse (??????), mas insisti e alguns minutos depois ele chegou. Foi maravilhoso esse momento quando pude vê-lo, amamentar, etc…

Quando Samuel chegou no quarto e eu o peguei pela primeira vez

Quando Samuel chegou no quarto e eu o peguei pela primeira vez

Emoção pura!

Emoção pura!

Papai apaixonado

Papai apaixonado

Samuel nasceu cheio de saúde e minha recuperação foi excelente (mesmo sendo excelente é doloroso, viu?), mas achei todo procedimento muito desumano e frio!

Tudo isso só aumentou o meu desejo de fazer tudo diferente no meu próximo filho.

Quero, inclusive, frisar que não sou médica e nem tenho interesse em criar nenhuma discussão ou polêmica sobre o assunto. Ninguém é mais mãe ou menos mãe pelo tipo de parto que escolheu ter, mas eu sou da seguinte opinião: Antes de decidir sobre o parto, abra a sua mente, INFORME-SE, e só depois disso decida aquilo que é melhor para você e para seu bebê! Não decida nada baseado no que a sociedade dita, ou no que está “na moda”!

Não decida, por exemplo, passar por uma cesariana, porque você tem medo da dor do parto normal! O que mais ouço hoje são mulheres que decidem pela cesariana por que tem medo da dor do parto! Mas, ué? Cesariana é uma MEGA CIRURGIA, cheia de riscos e a recuperação dela é BEM dolorosa, além de atrapalhar MUITO nos cuidados com o seu bebê recém nascido! Inclusive está ai uma das grandes vantagens do parto normal na minha opinião! O bebê nasceu, a dor passa imediatamente e a recuperação é tranquila… nada de ter que passar pela recuperação de pós operatório!!! Dor do parto é punk mesmo, mas existe anestesia, existem métodos farmacológicos e não farmacológicos para alívio da dor, enfim… É suportável! Informe-se!

Eu já passei pelas duas experiências, tanto pela cesariana quanto pelo parto normal e sou SIM defensora do parto normal e mais ainda do parto HUMANIZADO! Sim, existe cesariana humanizada! Informe-se!

A verdade nua e crua e algumas informações muito importantes:

Infelizmente hoje ter um parto normal (ainda mais se for na rede privada), está cada vez mais raro! A Organização Mundial da Saúde – a OMS – sugere que 15% dos partos sejam cesariana e o Brasil aparece no ranking com 85% dos nascimentos via cesariana!!!

No final das contas o médico sempre arruma uma desculpa esfarrapada (me perdoem a franqueza, mas essa é a realidade nua e crua!!!) para que você, grávida que já se encontra em um estado emocional mais sensível, doida para ver seu bebê, cheias de medos e duvidas… acabe se encaixando na agenda lotada de cirurgia$$$ para a comodidade do seu médico que ganha tempo e dinheiro. Mais uma vez, me perdoem a franqueza!

Aproveitando esse tema, quero deixar aqui algumas informações preciosas para o seu conhecimento na hora de ter seu bebê. Questione, empodere-se e lute pelos seus direitos como mulher na hora do parto.  Como eu disse antes, existem vários mitos a cerca da cesariana e várias desculpa usadas pelos médicos para que vc acabe ganhando seu bebê no bloco cirúrgico,  mas sabendo dos fatos, se informando, você poderá questionar!

São MUITAS as mentiras de que você precisa de uma cesariana, então resolvi selecionar as mais ditas por ai! Fique de olho e de ouvido aberto!

O que NÃO é indicação de cesárea:

1- Uma vez cesárea, sempre cesárea – MENTIRA!  Eu mesma passei por uma VBAC (Vaginal Birth after cesarian – Parto vaginal depois de cesareana). Sim, é possível ter parto normal mesmos e você já passou por cesariana (s).

2- Falta de Dilatação ou não teve dilatação no final

3- Circular de Cordão, não importa quantas! Cordão umbilical enrolado no pescoço- Isaque nasceu de parto natural com 2 circulares de cordão!

4- Bacia Estreita ou o famoso “você não tem passagem”- ou bebê é muito grande ou você é muito pequena

5- Não entrou ou não teve trabalho de parto

6- Trabalho de Parto demorado com mamãe e bebê em boas condições

7- Bebê passou da hora (ou passou de 40 semanas)

8- Placenta Envelhecida

9-  Pouco ou muito líquido aminiótico

10- Não teve dilatação no final

11- Mãe muito nova

12- Mãe com mais de 35 anos

13- Pressão Alta ou Pressão Baixa

Alguns links para quem quiser se informar mais:

RECOMENDO MUITO QUE VOCÊ ASSISTA AO FILME: O RENASCIMENTO DO PARTO!

Mais informações neste link ao lado —-> http://www.orenascimentodoparto.com.br

Leia –> http://institutonascer.com.br/dicas/como-evitar-uma-cesareana-desnecessaria/

Leia—>  http://rebeca-doula.blogspot.com.br/p/indicacoes-de-cesarea.html

Leia—> http://estudamelania.blogspot.com.br/2012/08/indicacoes-reais-e-ficticias-de.html

Leia—>  http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2014/06/01/noticia_saudeplena,148873/brasil-pais-do-excesso-de-cesareas.shtml

Anúncios

Nuggets Caseiro (assado)

nuggets caseiro

Hoje fiz nuggets caseiro de almoço para os meus filhos, já que com esse calor insuportável eles não estão querendo comer muito a comida do tipo arroz com feijão. Eu nem insisto muito porque eu não ando conseguindo comer também.

Esse nuggets, além das crianças amarem, é uma ótima opção para eles comerem sozinhos. É também uma ótima opção para lanche.

Meu Samuel, de 3 anos, comeu, gostou e pediu para repetir várias vezes. Ele nunca comeu aquele nuggets industrializado, então não pode fazer o comparativo de qual prefere, mas posso garantir que ele amou esse! Isaque, de 9 meses, também gostou! 🙂

nuggets caseiro nuggets caseiro

Vamos a receita!

Nuggets Caseiro

Fonte: As Delícias do Dudu

Ingredientes

250g de peito de frango
1 ovo
1/3 de cebola pequena
1 dente de alho
Salsinha e Cebolinha a gosto
1 colher de sobremesa de açafrão ou curcuma
Sal a gosto
1/2 xicara de farinha de trigo
1/2 xícara de farinha de rosca

Modo de Preparo

Num processador, bater todos os ingredientes juntos (frango mais temperos), caso não tenha processador, bata os temperos (ovo, cebola, alho, salsinha, cebolinha e curcuma) num mini processador e misture com o frango já moído. Numa vasilha, temperar com sal a gosto e misturar. Moldar os nuggets (não muito fino para que não fiquem seco) e passar na mistura de farinha de trigo com farinha de rosca. Leva para assar em assadeira untada ou anti aderente regado ao azeite por 180 por 20 minutos ou até ficarem dourados, no meio do processo, perto de 15 minutos, virar os nuggets e deixar dourar mais um pouco.

nuggets caseironuggets caseironuggets caseironuggets caseironuggets caseironuggets caseiro

Dica da Ju

Faça a mais e aproveite para congelar, daí naqueles dias de preguiça você garante uma opção saudável para a refeições. Congele após empanar, como na foto abaixo. Eu empanei, coloquei em um pratinho e levei ao congelador. Quando já estiverem congelados, é só colocar em um saquinho e pronto!

nuggets caseiro

Se você preferir fritar ao invés de assar também fica gostoso! Claro que assado é mais saudável, mas não posso negar que tudo que é frito é bem mais gostoso, né? hehehe

Bolo de Bagaço de Milho Verde

bolo bagaço milho 2Ontem fiz de janta esse creme de milho maravilhoso que já postei aqui no blog (“O melhor creme de milho que já comi”) e não consigo de jeito nenhum desperdiçar o bagaço, porque dá um bolo incrível, macio e molhadinho. Perfeito para tomar com café!

Esse é o creme de milho que fiz! Tem receita aqui no blog!

Essa receita não leva ovos e é rapidinha de fazer! Dá próxima vez que você fizer um curau de milho verde, um creme de milho ou qualquer coisa que sobre o bagaço do milho não deixe de fazer esse bolo delícia!

BOLO DE BAGAÇO DE MILHO VERDE

(Fonte: Tudo Gostoso)

  • Após o preparo do curau de milho verde ou de qualquer outra receita, reserve o bagaço do milho.

Ingredientes

  • 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de queijo minas curado ralado (você pode não usar o queijo ou substituir pela mesma quantidade de coco ralado)
  • 1 1/2 xicara de açucar (usei apenas 1 xícara, porque com 1 e 1/2, para o meu paladar, ficou muito doce)
  • 1 xícara de leite
  • Bagaço do milho ( de mais ou menos 5 espigas)
  • 1 colher de sopa de fermento em po
  • 2 colheres de sopa de margarina (prefiro usar manteiga)

Modo de fazer

  1. Misture tudo com uma colher em uma travessa até ficar homogêneo
  2. Unte uma forma com margarina/manteiga
  3. Coloque a mistura e asse por 40 minutos ou até ficar dourado

Obs.: Esse bolo não cresce muito, então faça em um tabuleiro pequeno, ok?

bolo bagaço milho verde

Pãozinho de abóbora

pão abóbora

Sempre que dá, eu faço pão em casa, ás vezes, pela correria uso a minha máquina de pão, ás vezes não. Mas, eu sempre quis reproduzir um pão em casa que fosse tão bom ou melhor que aqueles de padaria… E, feito em casa, com os ingredientes que eu selecionasse sabendo que não teria nada além do necessário para um bom pãozinho!

Já fiz bons (e saudáveis) pães em casa, mas nunca conseguia o resultado que eu esperava. Comíamos, ficavam bom, mas ainda estava longe do ideal que gostaria!

Lendo e pesquisando sobre a arte de fazer pães, descobri alguns simples detalhes que me fizeram chegar ao pão ideal!!! Esse foi o primeiro que realmente gostei do resultado… e, gente, é viciante fazer pão!! É fantástico ver o fermento agindo, a massa crescendo e o resultado final ser esse que vemos na foto! Não vou dizer que não dá trabalho… na verdade, não considero isso um trabalho, mas um prazer realmente! Respeitar o tempo de crescimento da massa, perceber que até o clima do dia influencia no andamento do processo, sovar bastante (e nessa hora o Samuel me ajuda e ama trabalhar a massa rsrsr), enfim…. vale a pena! O primeiro pão a gente nunca esquece hehehe! Por isso, não poderia deixar de compartilhar essa receitinha com vocês aqui no blog!

Sigam a risca o que eu escrever e vocês terão esse pão delicioso para tomar de café da manhã ou no lanche da tarde!

pão abóbora

Primeiro vou contar para vocês o que eu NÃO fazia nos pães e que eu fiz nesse (e farei nos próximos) que fizeram MUITA diferença!

♥ Eu sovava a massa, mas não o suficiente! Quando fala ‘sovar a massa’, é SOVAR MESMO!!! MUITO!!! Pelo menos uns 10 minutos direto! Procure alguns vídeos na internet que mostram movimentos de sovar. Não é nada complicado, mas fazer os movimentos certos ajudam no resultado final!

♥ Cuidado com a temperatura da água (ou do líquido) que você coloca junto com o fermento na hora de misturar a massa. Tem que estar MORNO! Nunca QUENTE, porque senão “mata” o fermento. Fique atento a isso!

♥ O clima do dia que você estiver fazendo o pão, influencia no tempo de descanso da massa. Normalmente dias mais quentes são mais favoráveis para a massa crescer. Por isso que, o ideal é colocar a massa para descansar num lugar sem muita ventilação (dentro do forno desligado) e mais quentinho (para ativar o fermento). Tem pessoas que gostam até de colocam a massa envolta em cobertas. Eu deixo dentro do forno desligado e coberto com um pano limpo e ligeiramente úmido.

♥ Como modelar os pãezinhos!!! Sim! Não é fazer uma bolinha e ficar enrolando com as mãos… tem um jeito muito legal e correto de fazer as bolinhas para o pãozinho ficar desse jeitinho igual de padaria!

Tem que untar a mão com manteiga, pegar um pouco da massa e esticar formando uma bolinha de modo que a parte de cima fique bem lisa e depois é só espremê-la entre o polegar e o indicador. Eu aprendi isso AQUI NESTE VÍDEO . Você pode clicar e visualizar melhor como faz. (Neste link está o vídeo inteiro ensinando a fazer um OUTRO tipo de pão, mas por volta de 5:00 minutos ele mostra como modelar o pão e foi exatamente assim que fiz). Separei também umas fotos retiradas desse mesmo vídeo para vocês verem.

  IMG_3625    IMG_3623  10720917_10204220680351335_495950775_n10733486_10204220677231257_1042688475_n10723159_10204220679391311_15316965_nIMG_3621

♥ E por último, um detalhe que eu nunca li em nenhuma receita de pães e aprendi vendo por acaso em umas fotos de pão na internet. A maneira como você coloca os pães na assadeira!!! Eu achava que tinha que colocar igual coloca pão de queijo para assar sabe? Com uma boa distância para não grudarem e etc… mas nesse pão o ideal é você colocar eles mais juntinhos mesmo. Não grudado, mas com uma pequena distância entre eles. Vai formar aquele efeito que vemos nos pães de padaria hehehe que você desgruda e sai aquela pelinha fofinha e macia! Hummm! Olhem só as fotos:

pão abóbora

Depois de descansar pela segunda vez! Olha como ficam juntinhos!

pão abóbora

Antes de ir ao forno é só passar a misturinha para ficar com aquele douradinho lindo por cima!

pão abóbora

Indo pro forno

pão de abóbora

Quentinho… recém saído do forno! Hummm

pão abóbora

Sem legenda rsrsrs 😉

Vamos a receita!

Pão de abóbora

Fonte: Pimenta Preta

Obs.: Essa receita rende cerca de 35 pãezinhos. Se quiser pode dobrar a receita.

Ingredientes

500gr de abóbora cozida (já fiz com a cabotiá, japoneza, moranga…)

1/2 copo (requeijão) da água do cozimento da abóbora

1/2 copo (requeijão) de leite

1 copos (requeijão) de açúcar

1/2 copo (requeijão) de óleo

1/2 colher (sopa) de sal

1 ovo

10g de fermento biológico seco (1 pacotinho daquele que compra no supermercado)

Farinha de trigo até dar o ponto (aproximadamente 1kg )

Modo de fazer

Bata no liquidificador a abóbora, água, leite, açúcar, sal, óleo e os ovos. Disponha a mistura em uma bacia grande, acrescente o fermento, misture e deixe descansar uns 5 ou 10 minutos.
Vá acrescentando a farinha aos poucos, mexendo vigorosamente com uma colher de pau. Quando a mistura ficar pesada demais para misturar com a colher, misture com as mão, sove bastaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaante (sove por pelo menos uns 10 minutos! está ai parte do segredo para o pão ficar fofinho e igual de padaria!).

Acrescente a farinha só até desgrudar das mãos, não coloque mais que isso, para não ficar seco. Vc vai perceber que quanto mais você trabalha a massa mais ela vai se desgrudando das mãos. Então MUITO cuidado com a quantidade de farinha que vc usa. Quando usar o pacote de 1kg todo já saiba que poderá usar APENAS MAIS UM POUCO OK?

Deixe a massa descansar por umas 2h, coberta por um pano úmido, em lugar morno, ou com menos ventilação.

Unte as assadeiras com manteiga ou óleo e enfarinhe-as.

Modele os pães como ensinei no vídeo no começo desse post e, vá dispondo na assadeira, já untada, de maneira que não fiquem muito longe uns dos outros.

Depois de colocar todos os pãezinhos na assadeira, deixe crescer por mais umas 2 horas (coberto, novamente). Depois de crescidos, pincele por cima dos pãezinhos a misturinha de gema de ovo com 1 colherzinha pequena de café solúvel e 1 colherzinha de água. Essa misturinha é que vai dar aquela cor douradinha por cima… fica brilhante e sem o gosto do café.

Depois disso, é só levar para assar em forno pré-aquecido a 180 graus. Gosto de assar pães em temperatura não muito alta, pra garantir que assem bem por dentro… é difícil falar o tempo que demora para assar porque varia muito de forno para forno, mas aqui assei por cerca de uns 25 minutos ou até que começaram a dourar por cima.

pão abóbora pão de abóbora

Delícia!!! 🙂

 IMG_3584 1  IMG_3579

Cuidado com o Açúcar Mascavo! Qual a melhor forma de adoçar?

acucar

Acho que a maioria das pessoas, assim como eu, sempre souberam que o açucar mascavo era uma opção mais saudável para adoçar do que o açúcar branco. Porém, semana passada lendo uma parte do livro do Dr. Alexandre Feldman (“Enxaqueca, só tem quem quer” – super recomendo a leitura! não apenas para quem sofre de enxaqueca, mas para quem quer ter uma qualidade de vida melhor em todos os sentidos!), mudei totalmente o meu modo de enxergar certos produtos até mesmo os considerados saudáveis!

Ele diz o seguinte no livro:

Foto retirada do livro "Enxaqueca só tem que quer" do Dr. Alexandre Feldman

Foto retirada do livro “Enxaqueca só tem que quer” do Dr. Alexandre Feldman

Publiquei isso no meu perfil pessoal do facebook e surgiram muitas duvidas e questionamentos a respeito do açúcar mascavo. Foi aí que resolvi contactar o Dr. Alexandre que prontamente me respondeu e sanou minha duvida.

Ele disse que a fonte da informação que ele publicou no seu livro, é de alguém ligado a uma grande cooperativa de açúcar que tem o açúcar mascavo entre seus produtos.

Então, amigos, cuidado com algumas marcas de açúcar mascavo comercial. Já sabemos que alguns fabricantes, para deixar o (falso) açúcar mascavo soltinho, embalam na verdade açúcar branco refinado, que ganha um banho dos restos do preparo do melado de cana, para ganhar a cor e o aroma característicos, porém sem deixar o produto “grudento”. 

Concluo, então, o seguinte: que temos que ter cuidado na escolha do açúcar mascavo que compramos! Informe-se, leia o rótulo e procure saber a real procedência, observe a cor e as características do produto que você está adquirindo!

acucar

Mas, qual seria, então, a melhor forma de adoçar no dia-a-dia? 

A regra básica é a seguinte: quanto mais escuro é o açúcar, mais vitaminas e sais minerais ele tem, e mais perto do estado bruto ele está. A cor branca significa que o açúcar recebeu aditivos químicos no último processo da fabricação, o refinamento.

Aos poucos estou substituindo o açucar cristal branco e o refinado pelo açúcar mascavo (compro um muito bom, orgânico, lá na Feira de Orgânicos do Parque Água Branca em SP – terça as 16hs e sábado na parte da manhã), pela rapadura e pelo melado de cana.

rapadura e melado cana

açúcar de coco é também uma boa opção, mas ainda difícil de achar e bem caro.

O açúcar demerara passa por um refinamento leve e também não recebe aditivos químicos e conserva as vitaminas e minerais. Ainda uso o demerara, mas pretendo reduzir ao máximo também, já que passa por leve refinamento.

A rapadura é basicamente o açúcar sem refinamento algum – apenas o caldo de cana cozido até reduzir e se transformar numa barra sólida.

O melado é obtido da fervura do caldo de cana até ficar consistente, ao mesmo tempo em que é purificado com a retirada constante da espuma. Mais concentrado, batido até começar a cristalizar e moldado em formas de madeira, ele se transforma na rapadura. Para virar açúcar mascavo, deve ser batido até secar. O melado é, pois, um produto artesanal, sem aditivos.

♥ Como substituir o tradicional açúcar branco por essas outras opções? Eu tenho feito assim: substituo o açúcar branco pela mesma quantidade de mel, melado ou rapadura, mas vou fazendo aos poucos e vou provando para ir sentindo o ponto de doçura que quero. E, vou reduzindo o uso para tentar educar o meu paladar a usar menos quantidade de açúcar na alimentação.

♥ Abaixo, reproduzo o texto que encontrei no Blog Lua e Chá  que deixa muito bem explicado a diferença da rapadura para o açúcar mascavo. Só mesmo a título de curiosidade para vocês. Confira abaixo:

“No artigo de MARCO ANTONIO AZEREDO CESAR & FÁBIO CESAR DA SILVA encontrei os diferentes processos na fabricação do açúcar mascavo e rapadura. Veja abaixo o esquema (para ver melhor a imagem clique sobre ela):


Já em uma pesquisa no site da Embrapa encontrei mais informações que esclarecem que o açúcar mascavo não é bem a mesma coisa que a rapadura ralada. O primeiro, por algum motivo em seu processo de transformação da garapa em açúcar mascavo, perde bastante de suas propriedades nutritivas. Fato que não ocorre com a rapadura.

Observem abaixo a tabela nutricional comparando o açúcar refinado, o mascavo e a rapadura:

Então a rapadura é bem superior nutricionalmente ao açúcar mascavo que eu comprava no mercado.”
→ Outras fontes que consultei para este post: Site Crianças na Cozinha da Pat Feldman; Contacal
Bom, é isso! Espero que tenha esclarecido as duvidas e também informado sobre como fazer um bom uso do açúcar no nosso dia-a-dia!
Abraços!
JU

Bolo de Abacate

Eu não sabia que existia bolo de abacate!!! Um dia estava comprando frutas aqui pra casa e, juntos com os avocados, tinha uns folhetinhos com várias sugestões de receitas para a fruta. Quando vi a receita do bolo fiquei doida para testar, porque o Samuel é apaixonado por abacate e avocado desde pequeninho! E ele amou esse bolo e todos nós também! Gostei muito, porque é um bolo nutricionalmente mais saudável e também é semi integral. Além disso no lugar do açúcar refinado, usei rapadura e demerara o que acrescentou ainda mais ao bolo.

Mas, ATENÇÃO, pois tenho algumas CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES A FAZER nesta receita. LEIA:

1) Não sei dizer o porque, mas o bolo não ficou bom usando abacate no lugar do avocado (se alguém souber, me conta?!);

2) Já testei essa receita usando um pouco de suco de suco de limão na massa antes de assar e não deu certo também! Já com as raspas do limão funcionou. 😉

ABACATE E AVOCADO NÃO SÃO A MESMA COISA, OK?

Avocado x Abacate

avocado-versions

Foto retirada do site: Banavocado Secrets

Acho que o avocado é o “Haas”.

“As diferenças entre o abacate e o avocado começam pelo tamanho. O fruto nativo da Califórnia (EUA) é menor em relação ao abacate, porém é mais nutritivo. “A vantagem dele para o abacate comum é que, além do tamanho ideal para o consumo, o avocado possui cinco vezes menos água, concentra maior quantidade de nutrientes e tem menor valor calórico”, justifica a nutricionista. No entanto, o avocado ainda é pouco consumido no Brasil. A Fazenda Jaguacy, localizada em Bauru, produz cerca de 200 mil caixas de avocado (4 kg /cada) por ano. No entanto, cerca de 70% da produção é destinada ao mercado externo” (Fonte: Vamos Comer)

Vamos a receita do bolo?

BOLO DE AVOCADO

Ingredientes:

1 AVOCADO (Tem que ser com avocado! Com abacate comum eu já testei e não sei porque não deu certo)

1 xicara e 1/2 (chá) de açúcar (Usei metade rapadura ralada e a outra metade açúcar demerara)

4 ovos

1/2 xícara (chá) óleo

1 xícara (chá) de farinha de trigo

1/2 xícara (chá) farinha de trigo integral

1 colher de sobremesa de fermento em pó

Modo de Preparo:

Ligue o seu forno e deixe ele pré aquecer a 180 graus enquanto você prepara a massa.

Bata no liquidificador a polpa do avocado, os ovos, o óleo e o açúcar. Bata bem até ficar bem batidinho.

bolo avocado

Em outra vasilha coloque as 2 farinhas de trigo (se puder peneirar melhor!) e junte a mistura do liqüidificador. Mexa até ficar homogêneo. Adicione o fermento e mexa novamente até incorporá-lo a massa.

BOLO DE AVOCADO BOLO DE AVOCADO BOLO DE AVOCADO BOLO DE AVOCADO

Despeje a massa em uma forma untada com manteiga e enfarinhada. Você pode usar aquela forma de buraco no meio (a de 24 cm de diâmetro), mas eu optei por dividir a minha massa em uma forma inglesa média e algumas forminhas de silicone (para mandar de lanchinho pro Samuel na escola).

bolo avocado bolo avocado

Leve ao forno (que já está pré aquecido) por cerca de 30 minutos ou até que esteja pronto (verifique fincando um palito no centro do bolo e se sair limpo já está pronto).

BOLO DE AVOCADO BOLO DE AVOCADO

Já fiz em outro tipo de forma tbm:

BOLO DE AVOCADO BOLO DE AVOCADO

Hummmm!!! rsrsrs…

bolo avocado IMG_1241 1

DICA DA JU

Opção de cobertura que combina muito com este bolo:

2 xícaras (chá) de açucar (de preferência o de confeiteiro por ser bem fininho)

1/2 limão (apenas o suco)

Raspas de Limão para decorar

É só misturar o açúcar com o suco de limão e espalhar sobre o bolo ainda morno. Decore com as raspas de limão e sirva.

Abraços!

JU

Sopa/Creme de mandioquinha com carne

Sopa de mandioquinha com carne / Foto: Adalberto de Melo

Sopa de mandioquinha com carne / Foto: Adalberto de Melo

Descobri essa receita assistindo aquele programa do GNT “Cozinheiros em Ação”. Os jurados elogiaram tanto essa sopa que tive que reproduzir aqui em casa… Realmente uma delícia! Ainda mais se servido no pão italiano, como na foto acima, nesse tempo de inverno. Uma comidinha super aconchegante! Reproduzo abaixo a receita original e coloco as minhas modificações entre parêntesis.

Sopa de Mandioquinha com carne

Rendimento: Essa receita rende bem… dependendo da quantidade que a pessoa come, acredito que dê para umas 6 pessoas tranquilo.

Ingredientes:
½ caldo de legumes (usei o meu caldo de legumes caseiro… receita AQUI)
3 talos de cebolinha – só a parte branca
1 talo de salsão
½ talo de alho-poró
1 dente de alho
Sal
Pimenta-do-reino
Curry
Noz-moscada
300g de músculo
1 colher (café) de manteiga de garrafa (usei manteiga comum)
100g de requeijão cremoso (já fiz com creme de ricota e fica ótimo, além de mais light)
5 mandioquinhas sem casca
2 batatas médias sem casca
150g de ervilhas frescas (usei aquelas de saquinho congeladas… refoguei ela congeladas mesmo)
5 unidades de cogumelos frescos (não coloquei)

Modo de preparo:
Refogue o músculo com caldo de legumes, cebolinha, salsão, alho-poró, sal, pimento-do-reino e curry numa panela de pressão até a carne dourar. Junte a carne refogada com as batatas e 4 mandioquinhas picadas, e adicione água até cobrir. Feche a panela e deixe cozinhar os legumes. Bata tudo no mixer (ou liqüidificador) até que fique na textura de creme e, em seguida, adicione o requeijão. Acerte o sal, pimento-do-reino e umas raspas de noz-moscada.

Ferva as ervilhas em água com caldo de legumes até ficarem al dente. Refogue na manteiga com os cogumelos laminados até dourar um pouco. Para fazer as tirinhas fritas de mandioquinha, passe crua a que sobrou no processador e frite as tirinhas em óleo fervendo. Acerte o sal e reserve.

sopa mandioquinha sopa mandioquinha

sopa mandioquinha sopa mandioquinha

Montagem:
Pegue um pão italiano redondo, tire o miolo pela parte de cima e fazendo assim um pote para acomodar o creme. Aqueça no forno, preencha com o creme, em seguida as ervilhas com cogumelo e finalize com a mandioquinha frita. Coloque cebolinha picada por cima de tudo para decorar.

   sopa mandioquinhasopa mandioquinha sopa mandioquinha

Minha mãezinha linda amou! Uma sopa/creme bem quentinha nesse frio de São Paulo tem seu lugar, né mãe?!

 sopa mandioquinha

 Ficou uma delícia!!!!

Abraços!

JU

Super Indico: Biogaia (para alivio da cólica do bebê)

$(KGrHqJHJCYFI5bsIsknBSS4(qV2pQ~~60_35

Mais um post da nova série de produtos que super indico! Não estou ganhando nada com isso… meu interesse é compartilhar para que outras pessoas possam ter os mesmos benefícios que eu e meus filhos estão tendo!

♥ BIOGAIA ♥

É um medicamento NATURAL feito com probióticos cultivados no leite materno e tem uma eficácia comprovada no alívio das cólicas dos bebês. Você dá todos os dias algumas gotinhas para o bebê. É um produto que por enquanto só tem nos EUA (pelo menos nunca vi aqui no Brasil), mas vale tanto a pena que aconselho que quem puder encomende de alguém que possa trazer (consulte o pediatra do seu filho antes!) . Ele ainda é pouco conhecido até mesmo entre os pediatras. Não é tão falado como o Colic calm, camomilina C, funchicória …Esses outros podem até funcionar (nunca testei), mas o biogaia, de todos esses, foi o que apresentou mais resultados no alívio da cólica, segundo o pediatra dos meus filhos. Claro que, como em tudo nessa vida, existem casos de bebês que tomaram o biogaia e não tiveram resultado nenhum. Já outros tiveram uma leve melhora, mas, segundo pesquisas, 60% dos casos tiveram uma melhora CONSIDERÁVEL!

BioGaia-ProTectis-droppar

Essa é a embalagem antiga do Biogaia. Foi comprado pela Gerber e agora usa uma nova embalagem.

Esta é a nova embalagem

Esta é a nova embalagem

Conheci o atual pediatra dos meus filhos por indicação de uma amiga, mas o Samuel já tinha mais de 1 ano de idade, então as cólicas dele já tinham passado (Samuel teve cólica, mas nada muito forte), então, quando engravidei do Isaque ele já me deu a dica de conseguir trazer dos EUA. Minha mãe estava indo aos EUA e foi a chance que tive dela trazer para mim.

Comprei 5 unidades dessas da foto que dão o suficiente até o terceiro/quarto mês de vida do bobê, que é quando as cólicas costumam passar naturalmente. Dei 4 gotinhas todos os dias… comecei assim que o leite desceu e o bebê começou a mamar mais (lá pelo quarto dia de vida).

Lá pela segunda semana de vida do Isaque eu me assustei com a cólica que ele começou a ter! Foi forte tadinho e nada que eu fazia adiantava! Cheguei a pensar que tinha gastado dinheiro atôa comprando o biogaia, mas eu não sabia que é normal o efeito demorar um pouco para vir, pois é um remédio natural! E para a minha grata surpresa, a cólica diminuiu demaisssssss depois de uns dias! A melhora foi realmente considerável a ponto de eu ter um bebê que dorme super bem… Quem tem bebê com cólica sabe que lá se vão noites e noites em claro! Tem dias que a cólica vem e o incomoda um pouco, mas são bem fraquinhas e facilmente resolvidas com aquelas massagens e movimentos que fazemos com as perninhas para liberar os gases.

Atenção…. Eu não sou médica e nem profissional do ramo da saúde, então antes de dar qualquer coisa para o seu filho CONSULTE O SEU MÉDICO, ok?

Mais alguém já usou o biogaia? Conte para nós aqui nos comentários!

Abraços

JU

Fraldinha que desmancha

fraldinha fraldinha fraldinha

Já fiz várias vezes essa carne deliciosa aqui em casa! Com ela dá até para desfiar e fazer aquela “carne maluca” para comer dentro do pão (muito comum aqui em São Paulo). Nem todos sabem, mas a fraldinha é uma das carnes mais gostosas, inclusive para churrasco.

Como prato principal do almoço é uma delícia… Eu normalmente faço acompanhada de arroz branco e uma batata sautê… hummmmm! Ela literalmente DESMANCHA NA BOCA e desfia muito fácil com um garfo! E o melhor… É bem simples de fazer!

Não posso deixar de agradecer a Fabiana do Blog Figos & Funghis que foi de onde aprendi essa receita maravilhosa! 🙂

Ao longo da receita vou colocando minhas observações e o que modifiquei na receita original.

Vamos lá:

Fraldinha na Panela de Pressão com Cerveja e Champignon
(serve bem 2 pessoas)

Ingredientes:

1 peça de fraldinha (corte bovino) já limpa com 800g aproximadamente

1 garrafa de 500ml de cerveja preta (dá pra fazer com a cerveja tradicional que também fica ótimo)
2 cebolas grandes cortadas em pétalas
 2 dentes de alho amassados
1 potinho de caldo de carne (ou 2 cubinhos) – (Como vcs sabem eu evito ao máximo o uso desses caldos industrializados, então sugiro que façam sem ou que usem 2 xícaras de caldo caseiro). Receita do meu caldo de legumes caseiro —> CLIQUE AQUI!
1 xícara de chá de água
pimenta-do-reino moída à gosto
1 colher de sopa de óleo de canola (uso óleo de côco)
1 xícara de chá de champignon em fatias (como não sou fã de champignon, eu não ponho)
salsa fresca picada à gosto
12 - image

Corte a cebola em quatro partes e depois é só ir retirando as pétalas

cebola em petalas

Cebola em Pétalas

Modo de Preparo: 
Tempere a carne ainda crua apenas com pimenta do reino moída. 
fraldinha
Em seguida aqueça o óleo de canola em uma panela de pressão que comporte a carne inteira dentro. Coloque a carne na panela e sele de todos os lados (isto quer dizer: até que se forme aquela película esbranquiçada em torno da carne).
fraldinha fraldinha
Quando perceber que a carne está selada (o que evita que desprenda muito líquido e perca a maciez) cubra a carne com a cerveja, o potinho de caldo (que equivale a 2 cubos ou 2 xícaras de caldo caseiro suave), a água , a cebola e os dentes de alho.
5 - image fraldinha
Tampe a panela e deixe ferver em fogo alto. Assim que a panela começar a “chiar” conte 20 minutos e reduza o fogo. Deixe cozinhando em fogo baixo por mais 40 minutos e desligue.
Aguarde toda a pressão da panela sair e então abra a panela, transfira a carne para um prato, acenda o fogo novamente e junte os champignons no caldo que ficou da carne. Reduza o fogo e mexa em fogo baixo até engrossar (aproximadamente 3 minutos). Se precisar pingue mais um pouco de água para chegar na consistência desejada. Cubra a carne com o molho, salpique salsa fresca picada e sirva.
fraldinha
DICAS DA JU
– Eu, como sou doida por batata, cozinho umas junto com a carne … Elas pegam o tempero e ficam deliciosas!!! Costumo colocar cenoura também (coloco inteira e na hora de comer pico ou amasso… hummm).
fraldinha

Fraldinha desfiada com batata, cenoura e arroz integral 7 grãos

Observações: 
1) Cuidado com o sal! Não acrescente sal na sua receita se estiver utilizando o caldo industrializado…. Prove o sal e se for necessário acrescente mais no final.
 
2) Se estiver usando caldo caseiro que é mais suave e menos salgado, e que já é utilizado na forma líquida, talvez você não precise da xícara de água adicional, apenas o caldo somado à cerveja será o responsável pelo molho que vai cozinhar a carne.
 
Fraldinha

Eu uso o meu caldo de legumes caseiro!

Receita do meu caldo de legumes caseiro —> CLIQUE AQUI! 

Bom Apetite!!!
JU